A UE precisa de progressos rápidos para acabar com a sobrepesca até ao prazo limite de 2020

O relatório mostra quantas unidades populacionais ainda não são pescadas dentro de níveis sustentáveis

Fishing nets
Corey Arnold

Resumo

Em 2013, os decisores da União Europeia acordaram ambiciosas reformas da Política Comum das Pescas (PCP) e estabeleceram objetivos abrangentes para a recuperação das unidades populacionais de peixes em águas da UE. A nova PCP incluía um compromisso legalmente vinculativo de acabar com a sobrepesca até 2015 onde fosse possível, e no máximo até 2020, para que a biomassa das unidades populacionais — o peso total de uma população de peixes — pudesse ser restaurada e mantida acima de níveis sustentáveis.

Taking Stock, um novo relatório encomendado pela The Pew Charitable Trusts e realizado pela empresa de consultoria de pescas Poseidon Aquatic Resource Management Ltd., avalia os progressos no sentido do cumprimento desses objetivos desde que a PCP entrou em vigor, no início de 2014, e conclui que a UE e os seus estados-membros têm de acelerar os esforços para acabar com a sobrepesca de modo a cumprirem o prazo cada vez mais próximo de 2020. Fazê-lo permitiria às unidades populacionais de peixes recuperarem e aumentaria os benefícios económicos e sociais das pescas na UE.