Os investigadores marinhos 2017 da Pew abordam questões oceanográficas urgentes

O programa apoia trabalhos sobre corais, peixes-boi, pinguins e baleias, entre outros.

Os investigadores marinhos 2017 da Pew abordam questões oceanográficas urgentes
2017 Pew Marine Fellows

© NASA

Com o aumento da temperatura que derrete o gelo dos oceanos e a abertura de novas rotas marítimas no Ártico, áreas como aquela que é aqui mostrada poderão ser submetidas a um maior nível de atividade humana. Um dos investigadores marinhos da Pew irá desenvolver planos específicos para abordar a questão do aumento de tráfego de navios na região.

O que torna algumas colónias de corais mais resistentes ao aquecimento dos oceanos? Como é que os responsáveis pela gestão das pescas podem ajudar a assegurar a existência de populações mais sustentáveis de vida marinha? Qual o significado da mudança de condições no Oceano Antártico para o futuro dos pinguins?

Estas são algumas das questões que os cientistas marinhos e os conservacionistas estão a abordar este ano ao abrigo do Programa de Conservação Marinha dos Investigadores do The Pew Charitable Trusts, que irá atribuir os prémios. Os 11 novos investigadores estão a trabalhar em todo o mundo, desde o Ártico à África, e dos trópicos à Antártica.

Para alguns deles, como os que investigam o branqueamento dos corais, os pinguins e os ursos polares, as alterações climáticas tornam este trabalho ainda mais urgente. Outros projetos não são menos críticos e incluem investigar a genética, ecologia e estado de saúde das populações do peixe-boi africano, assim como trabalhar com pescadores locais para conhecer melhor os obstáculos à sustentabilidade da atividade piscatória em pequena escala. Um investigador está a estudar os movimentos de longa distância, a dieta, o habitat preferido e as áreas de alimento das baleias. 

Utilizando um processo rigoroso de nomeação e revisão, um comité internacional de especialistas marinhos externos seleciona os investigadores com base nas potencialidades para proteger o ambiente dos oceanos evidenciadas pelos respetivos projetos. Entre 2002 e 2016, o programa atribuiu cinco bolsas por ano a profissionais extraordinários com mais de dez anos de carreira. Para o grupo de 2017, apoio adicional permitiu à Pew mais do que duplicar o número de recipientes desta conceituada distinção.

O objetivo do programa de investigadores marinhos da Pew é atrair cientistas e outros especialistas talentosos para abordarem as questões que ameaçam os nossos oceanos. O trabalho destes indivíduos é essencial para proteger as espécies e habitats marinhos.

Desde que foi iniciado, o programa distinguiu 156 especialistas marinhos em 37 países, que enriqueceram a iniciativa com uma diversidade de perspetivas sobre como assegurar o melhor futuro para os oceanos. Os investigadores deste ano vêm de nove países. Cada um recebe US $150,000 para um projeto de três anos orientado para questões de conservação dos oceanos.

Poderá encontrar aqui a lista dos investigadores de 2017.

Project

Directory of Marine Fellows

Quick View
Project